Café, cultura e a importância do professor

Pedimos licença hoje para falar não exclusivamente de café, mas da outra parte que integra o nosso nome: cultura. Para servir de exemplo, nada melhor do que os homenageados do dia, os professores, afinal, eles têm um papel fundamental no desenvolvimento cultural e na formação dos indivíduos na sociedade.

Antes de tudo é preciso definir o que é cultura. Erroneamente, muitos entendem única e exclusivamente como a manifestação artística erudita. Ou seja, música clássica e obras de arte de personagens históricos. Porém, uma rápida pesquisa no Google revela totalmente o contrário.

A definição que mais aparece é a do antropólogo britânico Edward Burnett Taylor: cultura é todo aquele complexo que inclui o conhecimento, a arte, as crenças, a lei, a moral, os costumes e todos os hábitos e aptidões adquiridos pelo ser humano não somente em família, como também por fazer parte de uma sociedade da qual é membro.

Complexo, né?

Vamos simplificar: Tudo o que nos cerca e dá sentido ao nosso meio é cultura. E isso vai desde café, passando por Pokemón Go até chegar na música clássica. Depende do seu meio social.

Mas onde os professores entram no meio de tudo isso?

Em uma sociedade cada vez mais plural, eles têm um papel determinante para que uma cultura não se sobreponha à outra. Isso começa já na sala de aula, onde existem alunos de diferentes realidades, crenças e ideias. Um professor que respeite as diferenças de cada um sem criar barreiras mostra que não há um padrão cultural a ser seguido. Além disso, é capaz de prender a atenção dos estudantes e melhorar o aprendizado.

Aposto que nenhum de vocês gostava daquele professor autoritário que não dava ouvidos a ninguém. Certo? Por isso, gostaríamos de agradecer e parabenizar a todos os professores que dedicam suas vidas para um bem maior.

Feliz Dia dos Professores de toda a equipe do Café Cultura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

[]