Agregar valor à xícara é estratégia para se diferenciar no mercado

Investir na qualidade sempre foi um diferencial competitivo de mercado, não importa o setor. Como “paladar não regride” (frase comum que usamos no Café Cultura), quem prova um café especial dificilmente retornará ao tradicional.

Durante a quarentena, o consumo da bebida aumentou em 30%, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC). Muitas das pessoas movidas a cafeína passaram a experimentar grãos de melhor qualidade. Com o boom de vendas pelo e-commerce, lojas especializadas ganharam novos clientes, ávidos por novidade.

Essa tendência de evolução de mercado do café especial já não é novidade. Desde 2012, pelo menos, o percentual de crescimento vem na casa dos dois dígitos. Dados da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) mostram aumento de 21% no consumo da bebida entre 2012 e 2018. Já a Euromonitor indica ascendência de mais de 18% ao ano de 2016 até 2021.

O céu é o limite

Mesmo com números tão expressivos, pode-se dizer que o café especial ainda não chegou na sua “maturidade”. Isso porque o market share da bebida em comparação à versão tradicional é de apenas 10%. Ou seja, há muito espaço para se conquistar, o que gera infinitas oportunidades.

A imagem pode conter: área interna e comida
Paladar não regride: mercado de café especial cresce a passos largos

Nas cafeterias, além de ser a estrela do cardápio, a bebida é o core business do negócio. Em boa parte delas, representa de 20% a 30% do faturamento. E quando o produto é de qualidade, além de fidelizar o cliente, possibilita o aumento do ticket médio da loja.

Ciente disso, há mais de dez anos o Café Cultura decidiu por torrar o seu próprio grão, tornado-se uma das primeiras micro torrefações do Brasil. A compra feita diretamente com a fazenda possibilita o contato com o produtor e o domínio da cadeia. É, literalmente, da fazenda à xícara. Hoje, somos autoridade no assunto.

Essa expertise também é compartilhada com outras cafeterias, que podem trabalhar com o nosso blend ou ter a sua própria marca, confiando a torra do grão com o Café Cultura. Ganha o estabelecimento, agregando valor à xícara, e o consumidor, com a entrega de uma bebida de altíssima qualidade.

Se 95% dos brasileiros consomem café, tanto em casa quanto na rua, de acordo com dados da ABIC, público para o café especial não falta. As pessoas estão mais abertas ao novo, a ter experiências. Por isso, nada mais certeiro do que trabalhar com grãos 100% arábica, extraídos e servidos em um xícara bem bonita. Com o cliente, será amor à primeira vista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

[]