O AROMA DO CAFÉ

O café é uma bebida tão completa que até mesmo seu cheiro pode ser benéfico para a saúde; afinal aquele aroma que exala quando a bebida está pronta é irresistível. Quem aprecia um café de qualidade sabe bem disso.

 

Mas você sabia, que em meio a tanta ternura e fineza, o cheiro do café é suficiente para estimular seu cérebro a gerar sensações de prazer?

Pesquisadores do Instituto D´or, no Rio de Janeiro, fizeram um estudo com voluntários que se submeteram à uma ressonância magnética enquanto o aroma do grão era borrifado no ar; e o resultado foi fascinante!

Analisando as regiões mais estimuladas, a que aparece com relevância é a do tronco cerebral; área que produz a sensação de conforto e felicidade, comprovando a tese inicial.

 

E não para por aí: na Stevens School of Business, em Nova Jersey, Estados Unidos, um experimento com estudantes que estavam fazendo uma prova mostrou que, apenas com o aroma da bebida, seu desempenho e confiança foram significativamente maiores que na ausência do cheirinho de café.

O ‘perfume’ que paira no ar durante a torrefação do café então nem se fala.

Tamanha é a sensação de prazer, que trabalhar com isso é uma profissão extremamente gratificante.

 

Mas essa complexidade (e perfectibilidade) toda do café não é por acaso, são mais de mil compostos químicos, entre voláteis (os que conseguimos sentir no olfato e no paladar) e não voláteis; que possibilitam essa riqueza de aromas e diferentes gostos. Em meio à tantos compostos, são apenas cerca de 25 os responsáveis pelo cheiro do café; começando pelos que têm uma característica cítrica como o acetaldeído e a ß-damascenona, passando pelos caramelizados e adocicados  2-metilpropanal, 3-metilpropanal, 2,3-butadiona, entre outros. Já o aroma da matéria torrada é proveniente do 2-furfuriltiol, do 2-etil-3,5- dimetilpirazina e do 2,3,5-trimetilpirazina.

São esses e vários outros nomes complicados os encarregados de proporcionar uma experiência única a cada vez que você leva a xícara até seus lábios.

 

Uma vez que são muitos os os gostos e aromas possíveis, foi criado pela Associação de Cafés Especiais dos Estados Unidos junto do Instituto Mundial de Pesquisas de Café uma espécie de quadro chamado “Roda Sensorial de Café” (ilustração acima), que auxilia na identificação dos mais diversos tipos de café que existem, começando pela diferenciação de aroma e gosto, até os mais complexos detalhes.

 

Deu aquela vontade de tomar um cafezinho né?

Corre aqui pro Café, estamos te esperando 😉

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *